Buscar
  • R122

Regras X Boas decisões, por Graziela Teixeira

Se você é líder precisa pensar nisso:

Regras tiram da equipe a oportunidade de tomar de decisões.


Jack Kloeber, ex-oficial do exército e executivo farmacêutico, um dos maiores especialista em análise de decisões, explica que tomar decisões se resume esclarecer seus valores. Você precisa analisar com as diferentes escolhas que pode fazer se baseiam no que é mais importante. Você deveria aceitar uma oferta de trabalho que pagar um salário mais alto, mas exige mais tempo em trânsito? Você valoriza tanto o dinheiro quanto o seu tempo, é claro. Mas quanto você valorizaria esse aumento na renda? Como sua vida mudaria? O que você deixaria de fazer por perder mais tempo no trabalho? Seu potencial empregador permitiria que você trabalhasse um dia por semana em casa? Seu cônjuge poderia trabalhar menos em razão do aumento da sua renda?


Dina Dwyer-Owens é copresidente do Grupo Dwyer, uma empresa com onze franquias que faturam mais de um bilhão de dólares anualmente. Ela atribui o sucesso da empresa aos fortes valores adotados. Numa entrevista ela disse que a maioria das empresas escolhe alguns valores e depois os ignora, mas na Dwyer eles são usados como ferramentas.


“Faça como que isso se torne um modo de vida pra você e sua organização.” Dwyer-Owens

Ela compartilhou o exemplo de uma funcionária que, com raiva, ofendeu um colega de trabalho como dedo do meio. A Dwyer tem uma política específica de comunicação respeitosa sem palavrões ou sarcasmo. A funcionária ofensora foi aconselhada sobre seu comportamento e, alguns meses depois, ela pediu demissão por conta própria. Culturas fortes tendem a ser autorreforçadoras.


Por fim queremos chamar sua atenção para a reflexão de que estabelecemos regras para nos proteger contra derpedícios e prejuízos, mas também podemos tirar a oportunidade de que os membros das nossas equipes reflitam sobre os valores da empresa, desenvolvam habilidades para tomada de decisões e aprofundem seus sentimentos de propriedade e responsabilidade. Em vez de regras, os líderes devem se preocupar em tornar praticáveis os valores da empresa, definir diretrizes e estar dispostos a orientar aqueles que cometem erros honestos.


Como você pode aplicar isso se você é gestor?


Reúna sua equipe num evento descontraído mas com propósito e pergunte: “Que regras e políticas por aqui mais incomodam vocês? Quais regras atrapalham vocês de fazerem melhor seu trabalho? Ouça-os. Procure as oportunidades para substituir as regras por diretrizes. Quando isso não for possível, certifique-se de que eles entendam os por quês por trás das regras.


Como você pode aplicar isso como indivíduo?


Você tem regras pessoais e nem mesmo percebe isso? Para descobrí-las, pense no que você nunca faz ou sempre faz.

Talvez você sempre diga sim quando seu chefe lhe pede pra ficar até mais tarde, mesmo sem aviso prévio em uma noite de sexta-feira. Reflita e se pergunte: é por causa de uma regra explícita ou implícita de seus pais, ou por causa de seus valores? Quais são suas decisões automáticas? Elas estão o amarrando? Acesse as regras ocultas que podem estar te controlando sem você perceber.


Comente conosco aqui mesmo, o que você pensou ao ler sesse post.

Queremos te ouvir!


Aproveite nossos conteúdos gratuitos no Blog, Youtube e redes sociais (LinkedIn e Instagram)! E se precisar de suporte profissional para efetuar mudanças, conte com a R122!


Texto escrito por Graziela Teixeira, que é Administradora e Professional Certified Coach (PCC), credenciada pela ICF (International Coach Federation), e atua em processos de Coaching de Líderes e desenvolvimento de competências. Para falar com a Graziela: gmotta@r122.com.br

6 visualizações0 comentário
  • Facebook R122
  • YouTube R122
  • Instagram R122
  • LinkedIn R122

Copyright R122 ©2021. 

All rights reserved. Todos os direitos reservados.

São Paulo | Alphaville | Ribeirão Preto | Araraquara

E-mail: contato@r122.com.br