Copyright R122/R122 Coaching ©2019.

All rights reserved. Todos os direitos reservados.

São Paulo | Alphaville | Guarulhos | Ribeirão Preto | Araraquara

E-mail: contato@r122.com.br

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

Líder, qual é sua maior dor hoje?

19 Nov 2019

 

 

Liderar pessoas é um desafio constante. Por mais que você busque se atualizar e se desenvolver como líder, existem algumas dores que sempre vão aparecer em algum momento da sua jornada com maior ou menor intensidade.

 

Selecionei algumas com base em minha própria experiência e também observando e estudando a vida de outros líderes. Veja com quais você se identifica e aprenda novas formas de lidar com elas.

 

  1. Continuar confiante e encorajado mesmo quando as coisas não vão muito bem.

 

Na minha experiência de liderança alguns líderes da minha equipe encontravam muitas dificuldades nesse aspecto, e uma das coisas que sempre falava pra eles é que eles são líderes justamente pelo fato de conseguirem lidar com esse tipo de desafio, e que isso era uma das coisas que os diferenciava de quem não era líder.

Pessoas se destacam como líderes porque desenvolvem habilidade de se superar e se manterem firmes no meio da adversidade.

E essa capacidade pode ser desenvolvida mais facilmente quando alguns pontos básicos estão claros pra você, por exemplo saber quais são seus propósitos e ter objetivos claramente definidos, e além disso alimentar seus pensamentos de coisas que vão ajuda-lo a se manter focado e cheio de fé. Quais propósitos estão norteando sua liderança e onde você poderia se recarregar de confiança e coragem? Pense nisso de forma intencional pra saber o que fazer nessas estações mais difíceis, e lembre-se a resiliência é uma das habilidades mais importantes numa liderança.

 

  1. Definir o caminho mesmo quando não há muita clareza do destino.

 

Líderes geralmente sabem o que querem conquistar, mas nem sempre conseguem visualizar o destino final de forma tão clara. Mas eles precisam dar início na caminhada ou continuar seguindo em frente, mesmo que tenham que colocar o avião no ar e colocar a asa ao mesmo tempo. Líderes que conseguem lidar bem com isso normalmente tem uma mentalidade de crescimento, se arriscam e acreditam que estão aprendendo com cada experiência, por isso não se importam de errar ou testar algo diferente. E você, como lida com as incertezas? Você paralisa, ou segue em frente mesmo sem saber ao certo o que terá que enfrentar?

 

 

  1. Se sentir sozinho sem poder compartilhar o que sente.

Já ouviu dizer que quanto mais alta é a sua liderança, mais sozinho você fica?! É verdade, mas vale a pena pensar sobre isso. E aqui vamos considerar apenas dois pontos. O primeiro é que nem sempre a equipe está madura para ouvir que seu líder também tem dificuldades ou necessidades a serem atendidas. E isso pode abalar sua confiança, gerar medo e até mesmo julgamentos, abalando as relações e prejudicando o empenho e o andamento das coisas. O outro tem mais a ver com o próprio líder. Muitos líderes não aceitam e não se permitem demonstrar qualquer tipo de vulnerabilidade porque carregam crenças de que líderes dão conta de tudo, e não podem se sentir fracos ou cansados. Se cobram por manter a imagem de que não se sentem mais vulneráveis. Mas tudo isso pode se tornar em uma grande cilada.

Equipes que não se dispõem a apoiar o líder considerando o tamanho dos seus desafios e não tem empatia pelo o que ele sente, não entendeu o que é viver em um time de verdade. E líderes que não se permitem sentir e compartilhar suas vulnerabilidades correm grandes riscos de perderem sua saúde ou mesmo sua própria equipe e trabalho caindo nas armadilhas da arrogância e da autossuficiência. Por isso observe como normalmente você lida com essa questão e busque em sua equipe pessoas em que possa confiar por já terem mais maturidade para lidar com questões mais sensíveis. Uma outra forma saudável e bastante enriquecedora de lidar com isso, é ter algum líder acima de você a quem você pode prestar contas e se abrir de forma segura e tranquila.

 

  1. Investir nas pessoas mesmo sabendo que elas poderão te deixar.

Por mais que você já passou por isso, esse tipo de experiência é sempre dolorida.

Mas como líderes precisamos aprender a lidar com isso pois sempre estaremos sujeito a esse tipo de perda. É claro que não estou falando de considerar e avaliar o que poderia ter sido diferente, ou o que foi errado e ruim, ou mesmo tentar insistir para encontrar pessoas que fiquem, mas uma das coisas que pode te ajudar é lembrar que parte do seu papel como líder é ajudar as pessoas a crescerem e serem melhores do que quando elas chegaram até você, e se foi isso que aconteceu, mesmo que elas forem embora, comemore, porque você cumpriu o seu propósito de um bom líder. Portanto, procure sempre investir nas pessoas certas e lembre-se de que se elas forem embora melhores do que chegaram, você foi um líder de sucesso (mesmo que elas não queiram reconhecer o que você fez por elas). Como você tem encarado isso em sua liderança? O que você pode mudar daqui pra frente?

 

No próximo post vamos falar dos outros quatro pontos abaixo. Não perca!

 

  1. Identificar o melhor das pessoas e coloca-las no lugar certo, no tempo certo.

  2. Mediar conflitos de forma imparcial.

  3. Separar tempo para cuidar de si mesmo sem se sentir culpado.

  4. Dizer não e enfrentar confrontos e julgamentos.

 

Espero que tenha gostado desse texto e que tenha te ajudado a pensar que você não está sozinho na jornada da liderança. Independente do contexto que você atua, geralmente as dores e os desafios são extremamente semelhantes. O que vai diferenciar é a maneira como você continuamente busca lidar com cada um deles.

 

Até a parte dois!

 

@grazi_teixeira7

#R122

#Liderança

#Lídercompropósito

#Liderançatransformadora

Please reload

Apresentando a R122

May 1, 2014

1/1
Please reload

Posts recentes

November 9, 2019

Please reload

Busca por Tags