Copyright R122/R122 Coaching ©2019.

All rights reserved. Todos os direitos reservados.

São Paulo | Alphaville | Guarulhos | Ribeirão Preto | Araraquara

E-mail: contato@r122.com.br

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

O que te mantém motivado? Por Graziela Motta Teixeira

8 Jul 2015

Você já deve ter passado por momentos de extrema empolgação, seja porque teve ideias inspiradoras, ou porque enxergou oportunidades de realizar o que gostaria... mas passados alguns dias, essa energia e motivação contagiante se foram e a rotina anterior voltou a reinar.

 

E aquele pensamento do tipo: “Não sei o que fazer para me manter motivado” liberou o mesmo sentimento de frustração e desânimo, impedindo você de realizar o que gostaria. Nesse momento você talvez comece a acreditar que não tem jeito, que nunca consegue ir até o fim e realizar algo que gostaria, porque não consegue se manter motivado.

 

Como ajudar pessoas que estão presas a esse dilema?

 

Entender alguns conceitos pode ajudar a identificar o que nos motiva de verdade e facilitar a mudança deste cenário.

 

O psicólogo Howard Gardner desenvolveu um estudo chamado de “Good Work” no qual ele apresenta uma combinação entre: fazer um trabalho no seu melhor desempenho, animado e gostando do que faz, alinhado com seu senso de propósito e significado, e ao fato de onde você quer chegar. Ele define essa combinação como algo que nos leva a ficar motivados.

 

Outro psicólogo chamado Mihaly Csikszentmihalyi desenvolveu um estudo para saber quando em nossa vida cotidiana nós nos sentimos realmente felizes ou motivados. Então após uma série de pesquisas ele comprovou que algumas condições nos fazem chegar a um estado chamado “flow”, que é o momento em que experimentamos um sentimento de euforia ou motivação.

 

Esse estado acontece quando estamos completamente envolvidos no que gostamos de fazer, focados e concentrados na realização deste; podendo usar o máximo das nossas habilidades e sendo levados a um nível de desafio além do que normalmente somos. O tempo passa sem percebermos e não nos preocupamos com mais nada além do que estamos fazendo, gerando em nós uma motivação intrínseca.

 

Ou seja, de forma simples, sempre que somos desafiados podendo usar ao máximo as nossas habilidades, alinhado ao que de fato faz sentido pra nós, alcançamos uma excelente performance e tudo que fazemos se torna valioso por si mesmo e somos motivados a continuar conquistando outros “flows”. São os momentos em que “fluímos” naturalmente em nosso melhor desempenho.

 

Pensando neste conceito, quero destacar alguns passos que podem te ajudar a alcançar e identificar esse estado de motivação de forma que isso seja constante em seu dia a dia.

 

O primeiro ponto se refere a conhecer o seu formato ou a sua identidade. Quando mergulhamos em descobrir nosso formato que compõe nossa personalidade, forças, habilidades, crenças e valores, as coisas que fazem sentido pra nós ficam mais claras, nos ajudando a canalizar todo o nosso potencial de forma que possamos chegar a um cenário de motivação e realização.

 

O segundo ponto é entender qual é o seu propósito de vida agora que já conhece o mais do seu formato.

 

O que faz você levantar todos os dias e enfrentar os desafios e as dificuldades do dia a dia e realizar aquilo que reflete a razão da sua vida? Que trabalho te faz sentir energizado e que tem relação com a sua identidade?

 

Essa definição ajudará a definir o terceiro ponto de forma assertiva.

 

O terceiro ponto é visualizar quem você pode ser e onde você pode chegar agora que já se conhece e sabe o motivo da sua existência. É o momento em que você assume a sua história e começa a construir seu legado de forma a vivenciar estados maiores ou menores de motivação, ou “flow”, todos os dias à medida que caminha na direção dos seus objetivos.

 

O quarto ponto é se desenvolver naquilo que você escolher ser. Estudar muito e praticar muito o ajudará a se tornar o melhor de si no que fizer, e os momentos desafiadores e o uso de suas melhores habilidades se tornarão parte do seu cotidiano de

 

uma maneira espontânea.

 

Em suma a motivação que tanto buscamos encontrar pode ser descoberta a partir do momento que pararmos para: descobrir quem somos – o que queremos fazer – onde podemos chegar – e aprimorar e praticar ao máximo nossas habilidades naquilo que escolhemos focar.

 

Agora que você já sabe conceitos comprovados ligados a motivação, que tal começar a praticar o que aprendeu?

 

“Olha sempre para a frente, mantém teu olhar fixo no objetivo a ser alcançado. Reflete sobre tuas escolhas e sobre o caminho por onde andas, e todos os teus planos serão bem sucedidos”.  Provérbio hebraico

Please reload

Apresentando a R122

May 1, 2014

1/1
Please reload

Posts recentes

November 9, 2019

Please reload

Busca por Tags