Copyright R122/R122 Coaching ©2019.

All rights reserved. Todos os direitos reservados.

São Paulo | Alphaville | Guarulhos | Ribeirão Preto | Araraquara

E-mail: contato@r122.com.br

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

Ganhos x Perdas = Motivação de outros, por Juliana de Lacerda Camargo

14 Jul 2015

 

Em uma reunião de coaching há algumas semanas, meu cliente questionava como motivar pessoas a trabalhar conjuntamente em projetos que idealmente beneficiariam a todos, pois tais pessoas respondiam sempre de forma muito passiva. Uma primeira pergunta que pensamos foi “Será que essas pessoas estão compreendendo o possível benefício?”; a próxima foi “Será que os benefícios são suficientes para que elas assumam os riscos e trabalhos envolvidos?”; e a última... “Onde está o foco delas: no risco ou trabalho que terão, ou nos possíveis benefícios?”

 

Pois é... se o risco ou trabalho que alguém assume lhe parece maior que o benefício a ser obtido... simplesmente não vale a pena.

 

Um grande amigo dava uma palestra nesses dias e trouxe uma analogia muito bacana para exemplificar esse raciocínio.

 

Pense que alguém coloca uma viga no chão bem à sua frente. A viga tem 50cm de largura e 50cm de altura, mais 10m de comprimento. Você é desafiado a passar por cima dela para ganhar R$ 100,00. Lembre-se que ela está no chão e o maior risco existente é de ser chamado de descoordenado caso caia. Qual sua resposta ao desafio?

 

Pois bem. Imagine que essa mesma viga é colocada no topo de dois prédios de 10 andares e agora você é desafiado a cruzar de um prédio para o outro sobre essa viga, sem segurança, pelos mesmos R$ 100,00. Você vai? Mas são só 10m entre as torres...

 

E por R$ 500,00? Você iria? Quanto alguém teria de lhe pagar para assumir esse risco?

 

Agora pense que uma das torres pegou fogo e está tomando tudo... e você está lá no topo da torre em chamas. Por quanto você atravessaria para o lado seguro? Lembre-se que são 10 andares até o chão e não existe proteção... Ainda assim, minha suspeita é que você iria de graça!

 

Fica fácil perceber que o tamanho do benefício é proporcional ao risco ou trabalho que estamos dispostos a encarar. E se isso é verdade pra você, também o é para outras pessoas. Outra coisa importante de lembrar é que a cabeça das pessoas funciona de maneira muito diferente, e o que pode representar um “benefício” pra você pode não o ser para mim – alpinistas talvez não tivessem qualquer problema em cruzar entre os dois prédios, certo?

 

Então, com base nesses pensamentos, o que podemos fazer para maximizar a motivação de outras pessoas?

 

Seguem algumas sugestões:

 

1.   Tenha clareza do que você considera o benefício a ser obtido e se, na sua percepção, ele é maior que o risco ou trabalho envolvidos.

2.   Comunique sua intenção e percepção à pessoa que deseja motivar.

3.   Cheque com ela se a relação benefício x risco ou trabalho também lhe parece interessante.

4.   Distenda com a pessoa, facilitando com que ela chegue à mesma conclusão que você, ou pensem juntos em como tornar a relação benefício x risco ou trabalho interessante para ela.

 

Certamente você pode pensar em outras excelentes ideias, mas ficam esses primeiros passos. Mas, independentemente desses passos ou outros que você escolha dar, lembre-se do principal... pra nossa motivação funcionar, só vale a pena quando os ganhos são maiores que as perdas...

 

É isso aí!

 

Please reload

Apresentando a R122

May 1, 2014

1/1
Please reload

Posts recentes

November 9, 2019

Please reload

Busca por Tags