Copyright R122/R122 Coaching ©2019.

All rights reserved. Todos os direitos reservados.

São Paulo | Alphaville | Guarulhos | Ribeirão Preto | Araraquara

E-mail: contato@r122.com.br

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

Qual seu estilo de gestão? Por Juliana de Lacerda Camargo

4 Jul 2019

 

Vamos falar hoje sobre estilo de gestão e começaremos explicando rapidamente o que significa isso. Trata-se da forma com que você gerencia... seja pessoas, projetos, etc.

 

Existe muita literatura que fala sobre estilo de gestão e liderança; ferramenta de gestão e liderança, e por isso nossa proposta hoje é trazer uma abordagem simples para ajudar as pessoas a entenderem se estão sendo coerentes com seus próprios estilos de gestão. Aqui não discorrerei sobre as diferenças entre gestão e liderança, mas considerarei que estamos falando de um ‘líder que gerencia’, ok?

 

A ideia de escrever sobre isso veio da pergunta de um cliente. Nós conversávamos sobre estilo de gestão e sobre o que aparecia na vida dele, quando ele perguntou: “Puxa, como sei qual é meu estilo de gestão e se estou sendo coerente com ele?” E, como resposta, propus três pontos para ele considerar, fosse para identificar ou buscar seu estilo de gestão, ou ainda para checar se estava sendo coerente com isso. E é essa proposta que compartilho aqui.

 

1. Tem de fazer sentido

 

Somos povoados de preconceitos (pré-conceitos), autocobranças, além da busca por atender expectativas externas. Geralmente somos inconscientemente governados pelo ‘teria de ser assim’, ‘precisa ser assim’, ‘deve de ser assim’ e acabamos nos desconectando ou não acessando aquilo que nos representa ou o que pra nós faz sentido.

 

Por isso é muito importante acessar o que ‘fala’ com a pessoa. Qual estilo de gestão faz mais sentido pra você? Um jeito mais participativo e comunicativo? Mais direcionador e orientador? Mais distante? Mais próximo? Ainda que sempre exista espaço para lapidação e aprendizados em cada estilo, quanto mais conhecemos sobre as diferentes possibilidades, mais podemos perceber o que faz mais sentido para nós.

 

2. Tem de ser eficiente

 

Seu estilo de gestão não pode somente fazer sentido, mas ele também será aquele que lhe permitirá fazer mais com menos recursos. Até porque, se ele for o seu estilo de gestão, em grande parte o será porque provavelmente você terá qualidades e características que tornam esse estilo mais natural e agradável. E, quanto mais algo é natural, menos gasto de energia há (especialmente do nosso cérebro)... É como falar de uma máquina produtiva e eficiente – isso significa dizer que ela está bem ajustada, com peças funcionando bem, com um processo bem estabelecido, o que extrai dela o máximo de produtividade, com o menor gasto de energia e estresse das partes.

 

Nesse ponto é importante ressaltar que o autoconhecimento sincero é um fator essencial. Às vezes aprendemos a vida toda a fazer algo de certa forma, ou que aquele ‘é o jeito certo de se fazer’ e ficamos batendo numa tecla que não extrai o melhor de quem somos. Na mesma analogia do parágrafo anterior, conhecer bem o maquinário é fundamental para que o ajuste e o uso das peças sejam os mais inteligentes.

 

Assim, seu estilo de gestão será aquele que, além de fazer sentido, o torna eficiente e... eficaz – o que nos leva ao próximo ponto.

 

3. Atingir resultados – ser eficaz

 

Aqui é um ponto bem autoexplicativo, certo? Atingir resultados tem relação com o se chegar às metas ou expectativas que são estabelecidas – pode ser numérico, comportamental, etc.

 

 

Quando você encontra esses três elementos – faz sentido, é eficiente, atinge resultados–, entendo que encontrou também seu estilo de gestão! E, por que é importante encontrar seu estilo? Porque passa a ser algo sustentável, que você consegue levar no longo prazo e sobre o que você pode construir de forma coerente e consistente.

 

Veja, quem descobre seu estilo de gestão fica melhor em resolver problemas e tomar decisões, pois já possui os referenciais internos necessários para agir no momento de urgência... inclusive para buscar referenciais externos quando for o caso...

 

Um exemplo para ilustrar a importância de se descobrir seu estilo de gestão. Uma vez uma cliente me procurou porque havia feito um assessment com um consultor de carreira que identificou que ela não tinha capacidade de liderar. Ao me procurar estava confusa e sem saber o que faria da carreira, já que inclusive ela já ocupava uma posição de gestão.

 

Ao avançarmos no processo ela descobriu que muito possivelmente o assessment feito tinha uma abordagem específica e mais antiga de liderança e gestão que não contemplava estilos diversos, o que era o caso dela. O que descobrimos juntas foram principalmente duas coisas: tanto que o estilo de gestão dela era mais participativo e consensual, como que ela precisava lidar com um medo de ser impopular quando necessário – o que ela nunca tinha se dado conta antes.

 

A partir dessas duas descobertas, da apropriação de seu estilo e do enfrentamento do ponto de fragilidade, ela mudou de companhia e seu testemunho na nova posição – de gestora – foi: “Estou feliz e produtiva”. Isso não tem preço!

 

E mediante toda essa reflexão e conceitos, deixo pra você considerar... Como você pode descobrir o seu estilo de gestão e como você pode usá-lo de forma coerente e sustentável? Será que você hoje já está na plenitude de seu estilo de gestão? Como pode saber?

 

Descubra e avance de forma exponencial!

 

É isso aí.

Please reload

Apresentando a R122

May 1, 2014

1/1
Please reload

Posts recentes

November 9, 2019

Please reload

Busca por Tags